quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Anjo dos Amores

Falo pra ti doce anjo dos meus sonhos
Visão mais linda de um lugar tão puro;
Sempre sorrindo nas noites de virgília
Entre as flores gentis, não tenho escuro.

Tu me inspirastes, óh! Anjo do silêncio,
Formosa rosa de uma profunda saudade!
Por ti bateu meu ego ardente e louco!
Nos campos verdes de minha mocidade.

Vinhas a mim nas noites de tristeza,
E no meu ombro chorava com seu medo,
Em meus ouvidos sussurravas mil cantigas
Como se quisesse contar-me algum segredo!

Por ti beleza, naveguei feliz e rindo,
Com o coração cheio de amor batendo fundo!
Rasgando o peito em cantos de esperança;
Nas ondas verdes e azuis de um mar profundo!

Por ti busquei faminto toda a glória,
Por ti parei-me cedo em teus amores,
Queria encher de flores tua vida,
E o teu lindo coração encher de cores!

Para mim tu foste um sonho de ouro!
O anjo que descobriu o meu segredo,
Cubra meu corpo com suas majestosas asas brancas
Para que eu desmanche os cachos de seus cabelos!


Um comentário:

  1. Tu ousas poetisa em caminhar por campos obscuro ao teu conhecer, mas se liberta e se entrega nas entrelinhas da poesia, como quem quer alcançar os céus, como quem tanto precisa voar.

    Felicidades!

    Ismael S. Candido
    Um Toque em Poesis

    ResponderExcluir